amizade

Depressão.

Você já esteve com depressão? Aqueles que a tiveram não esquecem.

Tarefas básicas tornam-se complicadas, impossíveis de completar. Até escovar os dentes pode ser como uma maratona. A Luz do sol é ofensiva. Os dias chuvosos ainda são piores.

A minha melhor amiga sofre terrivelmente com depressão. Dói o coração só de ver. No início, tudo dentro de mim queria arrastá-la para fora de sua casa para um mundo de luz, sol e felicidade. Talvez ela se sentiria melhor se, bem … ela apenas tentasse? Eu falei com ela sobre como a vida é bela. Lembrei-a de como ela é abençoada.

Como se isso pudesse ajudar!

Eu não estava sendo útil. Na verdade, eu estava sendo ignorante.

A depressão não está enraizada na preguiça ou ingratidão.

E, embora minhas ideias não eram intrinsecamente más – eu percebi que eu estava tentando me fazer sentir melhor sobre sua depressão. Falei com minha amiga. Eu perguntei sem rodeios: O que fazer para ajudar alguém com depressão? O que é que ajuda?

Juntos, discutimos os seus sentimentos. A sua perspectiva. Sua dor. E então nós trabalhamos em algumas coisas que realmente me ajudou a ser um melhor amigo. E então hoje eu gostaria de compartilhar isso com vocês.

1. Pergunte e realize.

Primeiro de tudo – pergunte ao seu amigo: O que é está a sobrecarregá-lo mais agora?

Ela está cansada de um bebê agitado? São os pratos na pia que está fazendo sentir como uma tarefa impossível? Talvez a roupa empilhada até o tecto a faz com que ela quisesse se esconder na cama.

Faça isso. Segure o seu bebê para que ela possa tomar banho e dormir. Lave os pratos. Dobre a roupa. É incrível o que pequenas coisas podem fazer para na mentalidade de um pessoa que sofre sobrecarregada.

2. Compreenda que a depressão é uma doença mental e física.

Uma série de doenças “invisíveis” são causadas por desequilíbrios químicos do cérebro. Você não diria a um amigo com uma perna quebrada “apenas caminhe lá para fora.”

Da mesma forma, o seu amigo sofrendo não pode fazer a dor desaparecer. Seja amável. Seja paciente. Seu amigo está doente, com dor legítima, e que necessita de apoio.

3. Ofereça a sua presença sem expectativas.

Às vezes, fazer pequenas coisas podem fazer uma enorme diferença. Veja como estão as coisas com um telefonema. Dê um abraço. Ofereça-se para cuidar das crianças.

Mas faça estas coisas, sem amarras. Sem expectativas. O humor do seu amigo pode não ser visível quando você está com essa pessoa, mas isso não significa que você não está ajudando. Lembre-se que a tristeza é a doença do seu amigo.

4. Observe – e comemore – pequenos esforços.

Será que vai sair de casa? Será que o seu cabelo está bom? Conseguiu fazer algo complicado?

Isto pode parecer senso comum, mas diga isso! Pequenos encorajamentos são bons quando alguém está a lutar contra a depressão.

5. Conheça seus limites

Seu amigo tem uma doença que merece intervenção profissional. Você não pode ser o seu médico, então não tente. Sugerindo maneiras em que a pessoa com depressão podia se “sentir melhor” é realmente uma má ideia, a menos que eles peçam. O que você pode e deve fazer é dar um abraço, ser um ombro para chorar e uma mão para alcançar, algo que é extremamente necessário.

A depressão é difícil. Não só para o doente, mas para os seus entes queridos também. Mas você, como amigo, têm uma poderosa oportunidade. Você pode trazer um pouco de sol a alguém preso na chuva com depressão, e isso.. Isso é uma coisa bonita.